Em apoio a cultura LGBT local, 36 drags se juntam contra a banca evangélica do DF

Grupo se manifestou em apoio a atitude da Secretária de Cultura de Brasília, após deputados homofóbicos solicitarem o cancelamento de portaria que promove a cultura LGBT local.

Publicado em 05/10/2017 às 17:30

Ernane Queiroz
Em apoio a cultura LGBT local, 36 drags se juntam contra a banca evangélica do DF
Foto: Arquivo/Antonio Cruz/Agência BrasilDrag queen durante a Parada do Orgulho LGBT de Brasília, em 2017.

Mais de 35 drags queens do Distrito Federal e Entorno se juntam em apoio a portaria da Secretária de Cultura do DF, publicada no Diário Oficial na última sexta-feira (29/9), que promove política de fomento e difusão de atividades culturais da comunidade LGBT. Entre os objetivos, estão o de cadastrar, identificar, mapear, produzir indicadores e valorizar agentes, coletivos, lugares, saberes, fazeres e expressões ligadas a população LGBT.

A Secult pretende, segundo o texto, “descentralizar os recursos públicos e estimular o patrocínio pela iniciativa privada para democratizar o acesso aos meios de produção, circulação e fruição artístico-culturais relacionados à cultura LGBTI”.

O grupo de drags se manifestou em apoio a secretária e repudiando uma nota divulgada pela bancada evangélica da Câmara Legislativa que pede a revogação da portaria da secretaria. O deputado homofóbico Rodrigo Delmasso (Podemos), líder da bancada, argumenta que tal medida favorece a comunidade LGBT e “fere o direito das famílias brasilienses”.

Já o deputado e presidente da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar, Ricardo Vale (PT), rebateu na sessão ordinária da terça-feira (3) a atitude dos distritais evangélicos, considerando que a nota da bancada é muito dura e LGBTfóbica. Para ele, a Câmara tem o papel de defender as minorias, especialmente, a comunidade LGBT, que sofre muito com o preconceito e a violência. "A sociedade está muito intolerante. Todos nós somos seres humanos, não importa a orientação de gênero", assinalou.

Leia nota do coletivo das Drags Queens do DF:

Nós, Drags Queens do Distrito Federal e Entorno, viemos manifestar nosso total apoio à Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal, no que diz respeito à edição da portaria nº 277, de 28 de setembro de 2017, que instituiu a Política Cultura LGBTI+, “que visa fortalecimento, valorização e fomento da cultura lésbica, gay, bissexual, transexual, travesti e intersexual - LGBTI, suas expressões artísticas e culturais e suas cadeias produtivas no campo da diversidade cultural do Distrito Federal e Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno – RIDE”.

Salientamos que tal iniciativa é de suma importância para a promoção da cidadania LGBT, que passa necessariamente pela construção de políticas públicas efetivamente capazes de assegurar o acesso aos direitos sociais, civis e políticos das pessoas LGBT. Sem dúvidas, as ações e programas no campo da cultura contribuirão diretamente para a efetivação da cidadania desta população marcada diariamente pelas inúmeras formas de violência.

Na oportunidade, reafirmamos o repúdio a toda e qualquer ação que vise o preconceito e a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero. Repudiamos as tentativas permanentes da Frente Parlamentar Evangélica da Câmara Distrital em se valer do espaço público para incitar o ódio e a marginalização de determinados grupos, numa clara demonstração de que usam das suas funções públicas para transformar o Parlamento em templo religioso, ferindo assim o caráter laico do Estado brasileiro.

Por um mundo com menos ódio, com mais RESPEITO, AMOR e muita ARTE e CULTURA.

Brasília, 05 de outubro de 2017.

Assinam:

  • 01. Ruth Venceremos
  • 02. Maria Rojava
  • 03. Mary Gambiarra
  • 04. Mia Massi
  • 05. Dita Maldita
  • 06. Carrie Myers
  • 07. Raykka Rica
  • 08. Rafizza Fallafel
  • 09. Melina Impéria
  • 10. Veronica Strass
  • 11. Lia Alessa
  • 12. Sarah Fortune
  • 13. Di Vina
  • 14. Stefani Joly
  • 15. Elloa Negrinny.
  • 16. Neinei.
  • 17. Eva citroën
  • 18. Amélia
  • 19. Nathy Mahailla
  • 20. Lorelay Bandida
  • 21. Afrodite Starlight
  • 22. Xantara Thompson
  • 23. Nathanny Portielly
  • 24. Thaila Avallon
  • 25. Raphylla Sanches
  • 26. LuShonda
  • 27. Havenna Wandelookx
  • 28. Athenag Lapontierry
  • 29. Arya Blanc
  • 30. Trinnity Sermansk
  • 31. Lupita FrootLoops
  • 32. Tonhão Nunes
  • 33. Naomi Leakes
  • 34. Micki Collins
  • 35. Pamella Andrade
  • 36. Katrinna Jhones
© Portal Gay1
 
Encontre-nos no Google+