Confundidas com casal de lésbicas, mãe e filha são agredidas em shopping de Brasília

"Gravei esse vídeo para dizer que isso tem que acabar", contou Solange em uma rede social.

Publicado em 02/10/2017 às 23:01

Gay1 DF
Confundidas com casal de lésbicas, mãe e filha são agredidas em shopping de Brasília
Foto: ReproduçãoMãe e filha foram agredidas ao saírem do cinema no Liberty Mall, na Asa Norte, em Brasília.

Uma mulher e sua filha foram vítimas de injúria e agressões físicas em um shopping de Brasília após serem confundidas com um casal de lésbicas. Solange Afonso, de 47 anos, e a filha, de 20, foram agredidas ao saírem do cinema no Liberty Mall, na Asa Norte, em Brasília. De acordo com a secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, a Polícia Militar encaminhou um homem, de 55 anos, para a delegacia. Ele foi autuado por injúria e lesão corporal.

De acordo com o relato de Solange em uma rede social, o caso aconteceu na noite de quinta-feira, dia 28 de setembro. Um homem, de 55 anos, parou as duas na saída do cinema e começou a agredí-las verbalmente.

"Ontem eu fui a um cinema, às 20h18 era a sessão, eu fui com a minha filha de 20 anos. Na saída do filme apareceu um louco que achou que a gente era um casal e simplesmente começou a agredir nós duas. Começou com agressão verbal: chamou a gente de cretinas e safadas porque ele achou que éramos um casal gay", contou em um vídeo publicado nas redes sociais.

Solange foi agredida no rosto no meio da confusão. Ela contou que pediu aos seguranças que não deixassem o homem ir embora porque iria registrar a ocorrência na delegacia.

"Eu reagi e xinguei também. Chamei os seguranças e pedi para deterem ele que nós iríamos para a delegacia. Na confusão, ele bateu, não sei se foi um relógio, alguma coisa no meu rosto. Eu gravei esse vídeo não foi nem para falar sobre a agressão. Gravei esse vídeo para dizer que isso tem que acabar. Eu não sou gay, mas me botei no lugar de todas as pessoas que eu conheço e que só querem ser feliz e viver a vida delas", contou.

A secretaria da Segurança Pública do DF ainda informou que a PM encaminhou à 5ª Delegacia de Polícia as vítimas de injúria e lesão corporal e o autor. De acordo com a secretaria, ele assinou um Termo de Compromisso de Comparecimento do Juizado Especial Criminal e foi liberado. Procurada, Solange não quis comentar o assunto.

© Portal Gay1
 
Encontre-nos no Google+