Dois torcedores do Leicester são presos por gritos homofóbicos

Grupo menor ainda foi expulso do King Power Stadium, no último sábado; Brigthon & Hove é alvo constante de gritos com cunho homofóbico.

Publicado em 23/08/2017 às 16:48

Gay1 Esportes
Dois torcedores do Leicester são presos por gritos homofóbicos
Foto: Nigel French/ APPela 2ª rodada do Campeonato Inglês 2017/18, o Leicester bateu o Brighton & Hove Albion por 2 a 0.

Devido a cantos e provocações homofóbicas, dois torcedores do Leicester foram presos e alguns outros foram expulsos do King Power Stadium, no último sábado, 19, durante a vitória por 2 a 0 sobre o Brighton & Hove Albion.

Segundo algumas testemunhas, os gritos começaram nos 20 últimos minutos do jogo, quando o placar já estava definido. Recém-promovido da segunda divisão, o Brighton & Hove é constantemente alvo de gritos homofóbicos por ser considerada a capital não oficial da comunidade LGBT do Reino Unido.

Em entrevista à BBC Radio, Chris Whitting, torcedor gay do Leicester, descreveu o momento das ofensas e disse que se sentiu "indesejado" e "inseguro" em seu próprio estádio.

"O que achei mais preocupante dos gritos de alguns torcedores é que eles achavam que sairiam dali sem qualquer tipo de consequência, se sentiram confortáveis berrando aquelas coisas publicamente, e pensavam que poderiam escapar de tudo isso. Acho que isso foi preocupante, chocante", contou Whitting, que é dono de season tickets (pacotes de ingressos para todos os jogos da temporada) há 15 anos.

Dois torcedores do Leicester são presos por gritos homofóbicos
Foto: John Sibley/ ReutersDois torcedores foram presos e um grupo pequeno foi expulso do King Power Stadium por gritos homofóbicos contra o Brighton & Hove Albion.

Ao jornal Leicester Mercury, um torcedor do Brighton, que pediu para não ser identificado, descreveu a cena como "algo parecido com os anos 1970". "Esse tipo de intolerância, comportamento de mente fechada precisa ser interrompido e os envolvidos, expulsos dos estádios", declarou.

Também ao Leicester Mercury, um porta-voz do clube informou que a diretoria está "comprometida em criar um ambiente apaixonado, inclusive e acolhedor no King Power Stadium".

"Como parte de nossos esforços para educar nossa equipe de segurança, stewards do estádio passaram por um treinamento especial durante o último verão para identificar comportamento ofensivo, incluindo contribuições do Centro LGBT de Leicester, para reconhecer abuso homofóbico", explicou o representante.

"Apesar de estarmos desapontados pelas ofensas, estamos satisfeitos que nossos seguranças reagiram suave e apropriadamente, o que culminou em uma minoria sendo expulsa do estádio e encaminhada à polícia", terminou o porta-voz.

© Portal Gay1
 
Encontre-nos no Google+