Maurício Martíns é eleito presidente do Fórum de Paradas LGBT do DF

Com votos da maioria, organizador da Parada LGBT de Santa Maria vai compor a diretoria ao lado da vice Gil Padilha e secretário geral Evaldo Amorim.

Publicado em 03/07/2017 às 16:44

Ernane Queiroz
Maurício Martins é eleito presidente do Fórum de Paradas LGBT do DF
Foto: Ernane Queiroz/Gay1Organizadores que fazem parte do Fórum de Paradas LGBT do DF.

Organizadores de Paradas do Orgulho LGBT do DF se reuniram no último sábado, primeiro de julho, no Conic, em Brasília, para eleição da nova diretoria do Fórum de Paradas LGBT do DF. Para mandato de um ano, Mauricio Martins foi escolhido pela maioria dos ativistas LGBT para deliberar as atividades do Fórum com a vice presidente Gil Padilha e o secretário geral Evaldo Amorim.

Além da Organização da Parada LGBTS de Brasília, que reuniu 60 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios no domingo, 25, fazem parte do coletivo mais 13 paradas.

Maurício Martins é eleito presidente do Fórum de Paradas LGBT do DF
Foto: Ernane Queiroz/Gay1No centro, Maurício Martíns, presidente eleito do Fórum LGBT do DF. Ao lado direito, Gil Padilha, vice e do lado esquerdo, Evaldo Amorim, secretário geral.

Ativista de direitos humanos há 6 anos pela temática LGBT, Maurício Martíns teve reconhecimento da importância do seu trabalho já em 2014, quando foi eleito conselheiro de juventude por voto popular para a cadeira LGBT. A frente da organização da Parada do Orgulho LGBT de Santa Maria, que será no dia 6 de agosto, Martíns acredita nos eventos LGBT como uma grande oportunidade no combate à LGBTfobia. "Eu acredito que as Paradas do DF são lugares onde as LGBT possam ser livres de rótulos e serem quem quiser. Esse sempre foi meu foco, a luta por amor, a luta por direitos iguais", disse o jovem.

A importância do cargo, segundo Maurício, fará com que ele tenha bastante cautela e ética em decisões que envolva o coletivo, e principalmente lutar para conquistar o melhor para todas e todos. "Somos milhares nas paradas, precisamos ser milhares também na política, para cobrar direitos".

Para Henrique Elias, presidente da União Brasileiense LGBT, ter um jovem a frente do fórum mostra o quanto os novos rostos estão também engajados na luta pelos direitos LGBT. "É ótimo cada vez mais ver jovens ocupando seus espaços de fortalecimento. É disse que precisamos em tempos de derrubadas de direitos por fundamentalistas, precisamos cada vez mais de jovens LGBT nas lutas diárias", afirma.

Confira o calendário das Paradas LGBT do DF

© Portal Gay1
 
Encontre-nos no Google+